Return to site

Marketing Digital: como se diferenciar dos concorrentes

As mídias, anteriormente, eram bastante restritas às grandes empresas. Muito tem se falado da revolução que o marketing digital está proporcionando às micro e pequenas empresas dando acesso a estas de divulgar e conquistar muitos clientes.

O que antes era possível apenas para “peixe grande”, agora ocorre uma certa democratização da forma de divulgar o negócio e atingir o público. O digital vem acelerar o acesso da informação ao cliente com amplitude que ultrapassam fronteiras continentais.

Se alguém perguntar o que você espera do marketing digital, você vai responder maior reconhecimento da marca, alcançar mais leads e convertê-los em vendas.

#1 Saiba identificar o movimento dos consumidores

Imagina se você seria capaz de absolver todos os canais de comunicação, mais as ferramentas de marketing digital? Entender o funcionamento do Facebook, Linkedin, Twitter, webmail, site, blog, além de canais como outbus, rádio, entre outros. O volume de tarefas torna-se impossível de ser gerenciado por pequenas empresas. A rapidez com que surgem novas tecnologias de relacionamento e comunicação é muito alta, logo não adianta abraçar todos os meios de divulgação. Identifique o mercado que sua empresa está inserida e onde seu público-alvo está.

Atualmente ter um site bem feito que esteja entre os primeiros na página do Google é um passo muito importante. Já o Facebook, é um bom “intermediário”, como mídia social com mais de 1,6 bilhão de usuários mês, permitindo criar um relacionamento com clientes e atrair novos visitantes para o seu site.

Mais do que falar dos benefícios do produto, apresente o valor que a sua empresa traz ao mercado e o diferencia dos concorrentes. Outro fator importante e muitas vezes esquecido é o pós-venda. O pós-venda é uma das ações que faz o cliente voltar e indicar a sua marca. As redes permitem que os clientes realizem depoimentos destacando o que levou a utilizar aquele serviço ou comprar aquele produto. Você consegue deixar claro esse diferencial? Como isso está sendo apresentado? De forma dinâmica/ interessante?

As mídias conseguem identificar onde estão os consumidores, o que estão fazendo e o que gostariam de fazer. Conforme explica Conrado Adolpho em seu livro, “o comportamento do consumidor no mundo online molda o comportamento dele no mundo offline e vice-versa”. Entender as ações do consumidor no mundo online irá lhe aproximar bastante de suas atitudes no mundo offline. Identifique onde está o seu público, o que está falando, o que está usando e trace estratégias para atingi-lo.

#2 Dicas para transformar tráfego em vendas

As redes sociais são uma boa ferramenta para conseguir engajamento. Permite-se criar uma boa relação com os compradores. Esses clientes podem ir além de uma única compra, mas podem se tornar representantes da marca. Então produza conteúdo relevante que estimule o cliente a voltar ao seu site outras vezes e interagir com esse conhecimento.

Ao gerar conteúdo você permite que o cliente compartilhe seu conteúdo gerando uma ação de disseminação e engajamento. Já as fotos fortalecem o conceito da marca junto ao mercado consumidor.

2.1 Invista energia em SEO

O SEO é a sigla usada para definir técnicas de otimização do site e melhorar o posicionamento entre os buscadores, com objetivo de ficar entre os primeiros do Google.

Uma das primeiras ações de SEO é estabelecer palavras-chave no site, que os clientes mais procuram nas pesquisas do Google;

As URLs precisam ser amigáveis (claras e sem numeração);

Os links externos de outros sites citando o seu, aumentam a relevância diante dos demais;

A produção de conteúdo permite aos motores do Google ranquear positivamente o site;

E claro, nunca deixe o site estático. Promova sempre alterações no site. O Google vê com bons olhos essas "melhorias".

2.2 Analise as informações através do Google Analytics

O Google Analytics é uma ferramenta de análise de trafego gratuita que permite acompanhar as métricas de acesso. Quantas pessoas acessaram o site, quanto tempo ficaram, em que página, se os acessos foram orgânicos ou pagos, quais as redes que estão melhor “performando”, entre diversos outros dados para que você encontre maneiras de realizar melhorias continuas.

2.3 Teste A/B

Apesar de haver muita informação sobre como fazer anúncios nas redes sociais, não descarte o teste A/B, ou seja, para algumas campanhas no Facebook, por exemplo, é importante criar mais de um anuncio e acompanhar qual apresenta melhor resultado.

2.4 Landing Page

Landing page que em português significa “página de entrada”, quando o cliente clica em um link patrocinado, ao invés de ser direcionado para a home, ele é levado logo de cara, para a página com o produto (do link patrocinado). A landing page precisa ter uma proposta clara, pois é a página que leva o cliente para uma página final, de compra do produto.

2.5 Call to action

O “call to action” conhecido como “botão de chamada para ação” finaliza a ação convidando o lead para comprar, curtir ou mesmo participar de um evento. Serve para indicar o próximo passo que sua empresa quer que o visitante realize.

O papel da empresa na economia digital é construir relacionamentos. Vender cada vez mais se torna uma consequência dos relacionamentos que sua empresa criou ao longo do tempo.

Compartilhe com o seu público as ações realizadas dentro do seu estabelecimento, divulgue depoimentos positivos dos clientes. Investigue parceiros que podem ampliar o seu raio de atuação. Essas pessoas irão divulgar para você o seu produto/serviço.

Explore as ferramentas disponíveis para criar relacionamentos duradouros e em grande escala. Utilize a rede para tornar as pessoas “nós”, entroncamentos difusores da marca.

All Posts
×

Almost done…

We just sent you an email. Please click the link in the email to confirm your subscription!

OKSubscriptions powered by Strikingly