Return to site

O Bunker é o QG delas!

Conheça algumas das mulheres que trabalham no coworking

O dia 8 de março marca a luta constante das nossas mulheres. Devido ao simbolismo da data, não poderíamos deixar de fazer essa humilde homenagem a todas as guerreiras que convivem conosco, até porque o Bunker também é o QG delas!

Fernanda Marques

Fernanda Marques, supervisora de suporte da Qualyfit, exerce a profissão há cerca de 2 anos. “Aqui, no Bunker, a convivência é muito boa, nós temos a facilidade de sempre estarmos juntos, nos comunicando”, conta a supervisora, que já está no Bunker há mais ou menos um ano. No dia das mulheres, reforça: “Cada um tem de estar no seu quadrado, sem passar por cima de ninguém, independente de ser homem ou mulher”.


Isabelle Mesquita
Isabelle Mesquita se divide entre as funções de enfermeira e proprietária do Bunker, onde está sempre que possível ajudando na manutenção do site e outras atividades. No meio disso tudo ainda atua como mãe de uma pequena de três anos. O dia 8 de Março é uma data importante para Isabelle por ressaltar uma luta que é diária. “Todo dia a gente trava uma grande luta em busca de aceitação, igualdade e respeito em todas as áreas”, reforçou.

Joana Queiroga
Joana Queiroga mudou de profissão em 2007, ao assumir um cargo no setor público. Desde então, ela deixou de lado a carreira de dentista e atua exclusivamente como advogada. “Eu gosto de odontologia, mas hoje eu gosto mais de direito”, explica. “No setor público sinto que o trabalho é mais justo, pautado pela meritocracia. Já no privado ainda há prevalência dos homens em postos de comando. Acredito que a médio e longo prazo vamos conseguir mudar isso”, pondera.

Juliana Marçal
Juliana Marçal é gerente comercial da Qualyfit há três anos, mas atua na área desde de 2010. Embora nunca tenha se sentido intimidada ou diminuída na sua profissão pelo fato de ser mulher, Juliana percebe que o mercado poderia ter mais oportunidades a todas, no geral, caso não existisse o machismo. “Ainda precisamos nos esforçar para ter espaço. Em termos de qualificação já nos destacamos, mas não em número de oportunidades”, aponta. 

Sandra Lima 
Sandra Rodrigues de Lima é executiva comercial no grupo Icatu Bahia, e atua na área há 18 anos. O Bunker tem funcionado como seu  local de trabalho há cerca de 7 meses. "A gente sabe que, por ser mulher,  tem de tá sempre quebrando tabus e paradigmas, as dificuldades existem, mas eu consegui!", afirma. " Neste dia 8 , desejo um feliz dia das mulheres. Que todas nós tenhamos muita garra e alcancemos nossos espaços", conclui.

Vanessa Oliveira
Vanessa Oliveira é consultora de eventos da Ekäut Cervejaria Artesanal. Atuante na área há seis anos, ela foi convidada a fazer parte do time que sentia falta da sensibilidade feminina no trabalho. Mesmo assim acredita que a igualdade de direitos entre os sexos está longe de ser completa e definitiva. “Trabalho numa área que a predominância é de homens e ainda existe preconceito e discriminação”, afirmou. 

All Posts
×

Almost done…

We just sent you an email. Please click the link in the email to confirm your subscription!

OKSubscriptions powered by Strikingly