Return to site

Para você se inspirar: Cases de sucesso profissional liderado por mulheres

Separamos alguns exemplos para provar que você pode ser dona do seu próprio negócio.

Essa semana estava assistindo o filme “Estrelas Além do Tempo”, sobre três brilhantes profissionais que trabalhavam para a NASA da década de 60 e, eram subestimadas pela cor da sua pele e por serem mulheres. E, mesmo com as adversidades, elas venceram o preconceito e colocaram seu nome na história americana. Você pode assistir o trailer abaixo:

Elas não reclamaram, murmuraram ou deixaram se abater pelas dificuldades, muito pelo contrário, elas se empenharam ainda mais para provar o quão merecedoras elas eram de estar exercendo suas funções. E assim como nossas campeãs, Katherine Johnson, Dorothy Vaughn e Mary Jackson, você também é.

Vou repetir: Você também é merecedora do seu sucesso.

Às vezes podemos nos abater e sentir que tudo vai dar errado...eu sei, isso pode acontecer várias vezes. Mas o sentimento de ser dona do seu próprio negócio não pode morrer. E, por isso que trouxemos três exemplos de guerreiras que não ficaram quietas e arregaçaram as mangas.

Paixão por pipoca

Exatamente, paixão por pipoca. Embora pareça brincadeira, é um excelente excelente exemplo de se aproveitar das necessidades e ter uma boa ideia. E foi assim que Sabrina Schmidt deu a sua volta por cima. Desempregada em 2015 pela falência da empresa onde trabalhava, ela viu na sua paixão culinária a chance de um negócio. Pesquisou sobre tendências do alimento e viu a linha de partida na pipoca funcional, e combinava com seu estilo de alimentação. Então era essa a grande chance.

Em entrevista a revista Exame, ela conta que pediu três mil reais emprestado de um amigo, montou uma pequena estrutura, testou as receitas e começou a vender, participando de feiras gastronômicas. Até que a guinada chegou, tendo seu produto sendo vendido em lojas com o foco em alimentação saudável. E o nome do seu negócio? Ela mesma explica: “Há sabores que permitem comer a pipoca junto de outros produtos, como iogurte natural, por exemplo. E alguns levam a pessoa a comer de colher, como o nome sugere”. Pipoca de Colher.

E atualmente, vendendo em 300 pontos de venda em diversos estados, Sabrina vende seus produtos separados entre: Pipoca Detox, Chocolate Fit, TPM Free e Termogênica e está aberto a cadastro de franquias por todo Brasil.

Quer mais um case?

Tecido que não marca celulite. E essa foi uma ideia que o casal Marize e Adamur Vanzin, proprietários da empresa Texport tiveram. Após anos investindo na moda esportiva, eles se inquietaram e decidiram que era hora de empreender e inovar o seu trabalho. E aí, foi criada a sua própria marca, a Zero Açúcar, que utiliza o tecido Emana, que não evidencia a celulite no corpo. E hoje ela representa 30% do faturamento. “Temos registros para barras de cereal, equipamentos de academia e outros acessórios”, salientou Marize. A empresa também expandiu seu portfólio com o lançamento da segunda coleção de roupas de praia. O casal ainda pretende transformar a Zero Açúcar em uma franquia”, afirma Marize, em entrevista ao Pequenas Empresas, Grandes Negócios.

Ok, vamos te informar mais um

As vezes a melhor forma de fazer algo, é fazendo você mesmo...e fazer disso um negócio. E foi isso que Soraia Ianella Capella fez. Ela queria fazer a festa de um ano do filho, em 2013, mas não encontrou nenhuma empresa em conta e que tivesse como base a sustentabilidade. Então ela mesma fez a comemoração, e vendo o elogio dos amigos, resolveu colocar no papel a ideia e montar o empreendimento. E assim nasceu a “Festejo in Box”, cujo produto são caixas com artigos de festas, divididos em três segmentos: Easy Box, Show Box e Special Box, variando os preços e o conteúdo. Elas podem ser entregues em todo o Brasil, segundo a empresária. ““Eu cuido da curadoria, escolho as cores e os elementos principais da decoração e converso com os pais para saber um pouco mais do aniversariante. Em média, demoramos de 2 a 3 dias para montar uma caixa, mas o cliente deve nos contatar ao menos 30 dias antes da festa”, conta Soraia, em entrevista ao PEGN.

O que estes exemplos têm em comum?

Verbos. Isso mesmo. Executar, fazer, colocar, montar, ter. Todas essas palavras carregam não apenas as ações, mas decisões de sair do lugar comum e mergulhar na proposta de serem as donas de seu negócio. Sabemos que temos várias questões a tratar: dinheiro, estudo, documentos, burocracia e parcerias. Mas, apenas “colhendo” essas palavras, faz com que os primeiros passos sejam dados.

Por isso, te convido a deixar de lado tais frases abaixo:

“Deixa eu organizar minha vida que eu faço”;

“Mês que vem será um ótimo mês pra começar”;

“Ah, mas o mercado está tão difícil hoje, com essa crise, então…”;

“Mas eu nem sei por onde começar”;

“Deixa pra lá, eu não sirvo pra isso de empreender”.

Apenas FAÇA.

Analisando estes três cases, percebemos três tipos de empreendimento. O primeiro, foi uma forma de retomar a renda fixa, através de um empreendimento que era sua paixão O segundo foi a inovação e elevar a empresa que eles já tinham e o terceiro foi sanar a sua necessidade, que por sinal tornou-se um empreendimento.

Todos eles focam na preocupação de resolver problemas próprios e a partir daí, terem a gana, disciplina e foco de evoluir o seu negócio. E cabe a nós aprender com elas a terem essa energia não apenas na vida profissional, mas em todos os aspectos. E sempre ter parceiros e apoio para continuar a evolução.

Por isso, gostaríamos de sugerir o portal Mulheres Empreendedoras, que sempre publica eventos, cursos, workshops e cases de sucesso para você fortalecer na sua jornada. Assim, como neste artigo, na matéria que fizemos anteriormente “A veia girl power do empreendedorismo”, é uma excelente fonte.

Também gostaríamos de mostrar como o coworking pode ser um aliado, fornecendo toda a estrutura necessária para começar o seu ofício. Para quem não sabe, coworking, é um espaço onde pessoas que estão montando sua empresa, precisam de um local para trabalhar, seja em escritórios privados, em comum com outros negócios, ou para marcar reuniões, apresentar seu produto para várias pessoas ou mesmo para atender clientes. A unidade, no caso da nossa, a Bunker, possui nas suas dependências, cozinha, área de convivência, bicicletário, segurança, internet, além de facilitar o contato com empresários que, assim como você, estão se dedicando para elevar o seu trabalho.

Por isso, nós da Bunker, além de apoiarmos o seu empreendimento, não importa qual seja, damos apenas um aviso: NÃO DESISTA.

Por Rafael Rodrigues

All Posts
×

Almost done…

We just sent you an email. Please click the link in the email to confirm your subscription!

OKSubscriptions powered by Strikingly