Return to site

Páscoa e empreendedorismo: renascimento e inovação

Em tempos de Páscoa, gestor do Bunker Coworking dá dicas sobre como inovar no mundo dos negócios

Com a chegada do período de Páscoa, vários fiéis tiram um período para refletir sobre seu modo de vida e crenças. As reflexões também podem se estender ao ambiente de trabalho, levando empreendedores a pensar sobre possíveis mudanças em seus negócios e até em suas próprias posturas profissionais.
 
Inovação
Carlos Mendonça, formado em administração, é sócio do Bunker Coworking há cerca de dois anos e explica que o processo de inovação de um empreendimento passa por várias fases. “A criatividade é um processo mental envolvendo a geração de novas ideias, já a inovação é algo maior que envolve processos, metodologia, prototipação, avaliação, até de fato gerar valor agregado para a empresa”.
 
O cliente e o mercado, segundo o empreendedor, são a chave para que os negócios continuem a funcionar. “É preciso observar. A partir do momento que surgem produtos substitutos, alterações no consumo, deve-se fazer revisões no planejamento e propor novas alternativas. Se manter com energia positiva também é importante para não se abater em face às adversidades, a rotina deve ser feita e novas parcerias e novos projetos iniciados”, conta.
 
Ambiente
Além dessas dicas, o ambiente de trabalho também pode influenciar e até mesmo facilitar a busca por inovação e renascimento. O Bunker Coworking, por exemplo, oferece algumas vantagens para o empreendedor que precisa estar sempre buscando novos caminhos para seu negócio. “Os Coworkings são espaços de identificar uma nova forma de trabalhar em que as interações e as trocas são constantes e o acesso a novas ideias e maneiras de fazer as coisas estão disponíveis a quem se permite experimentar”, explica Carlos, com base na sua experiência com o Bunker.
 
Os coworkings, segundo ele, são uma alternativa ao mundo de negócios tradicional. “Alguns estudiosos vêm alertando para as constantes crises e oscilações nas economias de todo o mundo e a aproximação do fim do “empregado” e o momento em que cada vez mais empreendedores e freelancers estarão à frente de novos mercados”, afirma.
 
Manutenção
Após às mudanças e criações, é necessário ter cuidado para manter o ritmo do empreendimento. “O acompanhamento das metas precisa ser constante para avaliar se o retorno esperado está próximo ou muito distante, um dos elementos indicadores que permite verificar se a empresa anda bem é a lucratividade, e claro isso só é possível quando os clientes estão satisfeitos usam, indicam e lotam o espaço", conclui Carlos.

All Posts
×

Almost done…

We just sent you an email. Please click the link in the email to confirm your subscription!

OKSubscriptions powered by Strikingly