Return to site

Quatro golpes para você não frustrar com o seu trabalho

Mesmo ele sendo complicado

Por Rafael Rodrigues

Chegou no trabalho e abriu a planilha de tarefas. Você costuma separar as atividades, seja por ordem de urgência, tarefas complexas, simples, com prazos curtos, longos e inicia o dia. A caneca de está cheia de café, você está bem acordado e tem uma playlist que sempre te ajuda a trabalhar. Nada pode dar errado.

Até você começar a procrastinar, esquivar das tarefas mais difíceis, acumular jobs e passar a trabalhar mais do que devia. O erro estava no seu medo de executar.

Alexandre Bento é analista da Agência Nacional de Aviação Civil (ANAC). Com muito esforço e dedicação, foi aprovado em 14 concursos e com esse sucesso, desenvolveu a “Metodologia Tríade da Aprovação”, que envolve planejamento, técnica e equilíbrio emocional. "Percebi que eu era muito organizado em relação ao tempo e sempre investi em produtividade. Nunca pude estudar o dia todo, mas eu estudava de verdade. Além disso, estudava de maneira inteligente com ciclos regulares de revisão. Aí foi só sistematizar tudo isso, usar um pouco de tecnologia e nasceu a Metodologia Tríade", explica Alexandre, em entrevista à Folha Dirigida.

Concurseiro de sucesso, Alexandre Bento

Planejamento. Técnica. Equilíbrio. Três palavras-chave que vamos destrinchar e discutir sobre como vencer a procrastinação, o medo e as sabotagens que você faz.

Culpa: primeiro de tudo, somos seres humanos. Falhamos, erramos e podemos nos equivocar em qualquer tarefa. Não fique se culpando por não fazer algo, estudar ou planejar. Foque no que você pode conseguir, em como reverter a situação para você não se complicar mais. Se culpar não adianta.

Deixar pra amanhã: Isso é algo mais interno. Você sabe o motivo de estar adiando tal tarefa: vai demandar muito tempo, é difícil, preciso de parceiros, exige foco total que não posso ter no momento. Eu sei, são várias justificativas. Eu só vou te dar uma para baixar esses argumentos: Se você não fizer essa tarefa logo, alguém vai fazer, vai realizar um bom trabalho e vai tomar o seu lugar.

Saúde: Dormir pouco, vício em alimentos com muito açúcar, ficar sem café da manhã, falta de consumo de água, ficar muito tempo sem se exercitar, stress, entre outros hábitos. Experimente passar por cada um desses itens para ver como a sua produtividade vai cair. 

Estou sem inspiração: Não digo apenas da área de criação, mas em todas. Infelizmente, não temos ainda uma máquina de insights para realizar funções. O bloqueio criativo existe e precisa ser combatido. E sabe como? Fazendo. Isso mesmo. Não importa se está ruim. Exercite o seu cérebro, dê a ele desafios, acerte, edite, até chegar no formato que você precisa.

Distração: Acaba sendo o contrário do tópico anterior. As vezes estamos pesquisando, lendo sites de notícias, vendo imagens e vídeos que podem nos ajudar no trabalho, e um deslize, um descuidado, e estamos há uma hora lendo e vendo coisas que nem sabemos como entramos. Quem não entrou num portal para ler um matéria e quando viu, estava no quarto vídeo sobre gatos, DIY, etc? Foco. Foco. Foco.

BOOM!: Coisas inesperadas podem acontecer, nos âmbitos familiares e profissionais. Por isso, esteja organizado com seus afazeres, para, pelo menos conter acontecimentos que não estavam previstos. Se preserve.

Agora que reconhecemos os nosso erros, vamos encontrar três formas de atacar essas etapas de procrastinação e desordem para  avançar na produtividade:

Golpe 1: A hora é agora! Pegue todas as tarefas mais pesadas do dia, aquelas que você nem quer olhar na lista, pois até as desculpas para não fazer acabaram. E realize uma por uma. Vai direto na fonte do seu problema, para abrir caminho e realizar as tarefas mais tranquilas.

Golpe 2: Tire todas as distrações, seja com mídias sociais, barulho, preocupações externas e afazeres fora do horário. É você e seu trabalho agora. Foco. Foco. Foco.

Golpe 3: Divida o seu horário de acordo com as tarefas. Se a demanda precisa de mais tempo e você necessita realizar outras coisas, separe um momento para retornar aquela função, e assim, entregar o trabalho. Organize e gerencie o seu tempo.

Nocaute: Para acabar de vez com a procrastinação, vamos fazer um teste. Realize a tarefa durante dez minutos, com afinco e sem distração. Conseguiu? Ótimo, você pode escolher entre fazer outra coisa ou ver se consegue ficar mais dez minutos. E, assim, aos poucos vencendo o medo dos trabalhos. Esse é um método da psicoterapeuta americana Amy Morin. Ela é a autora do livro “13 coisas que as pessoas mentalmente fortes não fazem”.

De acordo com a psicoterapeuta, 90% das pessoas continua trabalhando após os primeiros 10 minutos. “Elas percebem o quanto avançaram na realização da tarefa em um tempo tão curto e se sentem confiantes o suficiente para terminar o trabalho o mais rapidamente possível”, afirma Amy à PEGN.

Espero que, com essas dicas, você consiga resultados melhores na sua rotina de trabalho. O coworking também é um aliado nessa jornada, permitindo que você tenha espaço adequado e livre de distrações que podem te prejudicar, além de fornecer estrutura para você evoluir no seu negócio e conhecer outros empreendedores, fazer parcerias e assim, aumentar o seu empreendimento. Saiba mais sobre o espaço compartilhado através deste link.

All Posts
×

Almost done…

We just sent you an email. Please click the link in the email to confirm your subscription!

OKSubscriptions powered by Strikingly