Voltar ao site

LGPD: Entenda a importância dessa nova lei

· Tecnologia,Emopreenderismo,Lei,Coworking

Provavelmente você já deve ter realizado cadastro em algum site para poder ter acesso a algum conteúdo disponível nele, não é mesmo? Mas você já se perguntou o por quê do cadastro?

Algumas empresas fazem essas solicitações para montar uma base de dados dos clientes, e possíveis compradores, e então realizar propagandas acerca dos serviços da mesma.

Entretanto, existem funcionalidades desconhecidas por grande parte das pessoas que fazem com que essas corporações saibam quanto tempo você gasta do trabalho para casa, por onde você andou durante o dia, qual o tipo de conteúdo que você pesquisa no Google e consome nas redes sociais, sem pedir autorização ao usuário para acessar essas informações.

Sim, mas e a LGPD?

Para conter essa invasão, a LGPD (Lei Geral de Proteção de Dados) foi desenvolvida para fiscalizar, assegurar e garantir o direito de preservação e liberdade do usuário em autorizar, ou não, o compartilhamento de seus dados.

 

Inspirada no modelo de regulamentação europeu, o GDPR (General Data Protection Regulation), a LGPD preza pela proteção à privacidade do usuário, transparência nas informações, padronização de normas e segurança jurídica. Garantido mais segurança e preservação dos dados do indivíduo.

Agora você deve estar se perguntando a importância dessa lei, não é?

Imagine que você tem uma conta no Facebook e todas as suas informações como: e-mail, contatos, conversas, páginas que você segue, conteúdos do seu interesse e outras informações fossem vazadas para uma grande empresa e ela fosse autorizada a ter acesso aos seus dados sem ter nenhuma penalidade por isso. Como você se sentiria com isso?

É aí que a LGPD entra para garantir a preservação dos seus dados e penalizar as empresas que não os assegurarem. O exemplo utilizado foi um caso real que aconteceu no ano de 2014, quando os dados de milhares de estadunidenses foram obtidos a partir de um aplicativo disponível na plataforma do Facebook para fins políticos e, 2 anos mais na frente, ajudaram a eleger o Donald Trump, atual presidente dos EUA.

Ao utilizar o aplicativo, o usuário autorizava que o app tivesse acesso às mensagens, páginas seguidas, publicações curtidas, comentários e também permitia que o perfil dos contatos do Facebook fosse acessado. A notícia veio a público em 2018 e fez com que o CEO do Facebook, Mark Zuckerberg, e a Cambridge Analytica, empresa desenvolvedora do app, sofressem com uma ação judicial acerca dessa venda de dados obtidos de forma ilegal.

Agora você consegue enxergar a gravidade do mau uso dos dados pessoais de um cidadão?

A partir da validação da LGPD, as empresas terão que aprimorar os mecanismos de segurança na preservação dos dados dos clientes, além de deixar clara a finalidade do uso desses dados.

É importante que a sociedade civil tenha conhecimento da relevância da lei e em como o não cumprimento dela pode afetar drasticamente não só o indivíduo que teve os dados vazados, mas também toda uma comunidade.

Todos os Posts
×

Quase pronto…

Acabámos de lhe enviar um email. Por favor, clique no link no email para confirmar sua subscrição!

OK